Lição #1 de 2

GENÉTICA - A DESCONSTRUÇÃO DE UM MITO

O ano que conquistei o primeiro de muitos títulos da minha carreira...

O que eu levei 30 anos para descobrir e agora pode ajudar você a ter novos e melhores resultados em seus treinos, independente da sua GENÉTICA...

Era o ano de 1989, estado de são Paulo e eu estava participando da minha primeira competição, eu tinha a convicção que independente do resultado eu seria um atleta profissional.

Anos antes eu via o Arnold e tinha certeza que eu queria ser como aquele cara, mas como eu era simples e de família humilde, como poderia ter tempo disponível para treinar, me alimentar, ter disciplina, foco? Esses pontos eram a minha menor preocupação ...

Tinha algo que me atrapalhava e você provavelmente já deve estar pensando o que é…

O que além de todas as coisas que eu citei acima pode realmente influenciar em uma vida de um Bodybuilder?

SIM, a FAMOSA GENÉTICA!

A minha genética não era das melhores, chegou um momento que os meus resultados estagnaram, mesmo fazendo todos os processos que todo mundo fala que devemos fazer...

Na época e até hoje brinco com alguns amigos que se eu tivesse a genética deles meus resultados seriam rápidos e assustadores, os tornando sempre os segundos colocados...

E como eu Fernando Sardinha mesmo com a genética ruim consegui ganhar e competir em tantos campeonatos?

A grande verdade é que mesmo que você tenha grande dificuldade por causa da sua genética, existem técnicas que vão fazer você ter maiores resultados.

Assim como em outras áreas como a área financeira de nossas vidas, algumas pessoas têm muito mais facilidade para ganhar dinheiro que outras, se essa pessoa passar o seu conhecimento para outros o resultado pode ser semelhante e às vezes até melhor, mesmo que essa pessoa não entenda nada inicialmente sobre o assunto.

O importante é você buscar a solução para o problema, no meu caso foi desenvolver técnicas que me colocariam no mesmo nível de pessoas que tem uma excelente genética.

Mas antes disso eu sempre tive uma certeza: que independente do que acontecesse eu seria um atleta profissional, por que o verdadeiro treinamento começa na sua mente.
Em grande parte devo ao meu pai por ter me ensinado a nunca desistir e perseverar mesmo em tempos difíceis, através dos seus ensinamentos tive determinação e força de vontade, para desenvolver minhas próprias técnicas para o meu próprio corpo.

A grande questão é que a solução para o meu problema futuramente serviria para ajudar milhares de pessoas e eu nem imaginaria isso naquela época, independente da genética é possível sim ter o corpo que você quer.

Como vocês devem saber eu venho de uma família humilde, aos 10 anos de idade eu já trabalhava lavando banheiros e limpando teclados em um loja, minha família já chegou a passar fome, mas o meu pai sempre se manteve firme independente das situações.

Naquela época nem suplementos existiam aos montes igual temos hoje no Brasil, hoje temos uma infinidade de escolhas e marcas diferentes com objetivos diferentes que facilitam ainda mais o nosso desenvolvimento como atleta.

Então pense comigo em 2 pontos:

1 - Eu não tinha dinheiro nem para alimentação e não tinha suplementos
2 - Por mais que eu fosse atrás disso ajudar minha família em casa ainda era minha maior preocupação

Poderia continuar dando alguns motivos para o qual eu pudesse desistir do meu sonho, mas no fundo sabia que isso ia desonrar mais o meu pai que tanto fez por mim…

Desistir nunca foi uma opção.

Lembro até hoje do meu primeiro dia de treino na musculação no dia 19 de junho de 1985, depois de convencer meus pais que eu tinha que ganhar mais volume corporal para continuar competindo no judô, ele finalmente cedeu aos meus pedidos...

Só não sabia que seria um caminho sem volta e meu interesse pela musculação iria aumentar depois daquele dia, depois dos meus primeiros treinos cada vez mais eu queria estar lá, cada vez mais e mais...

Ao ponto de começar a estudar musculação por meio de revistas e livros e com 6 meses eu já tinha feito 3 cursos específicos, meu esforço foi notado e fui contratado na academia como instrutor de musculação. BINGO!

Agora realmente era um caminho sem volta e meu interesse só aumentava a cada vez mais, aprofundei meus estudos em medicina esportiva, bioquímica, biomecânica aplicada, nutrição avançada com os melhores nutricionistas do Brasil dentre outros cursos.

Nesse ponto eu já sabia que minha maior dor chamada GENÉTICA foi minha maior motivação a querer saber mais e mais…

Sem dor Sem GANHO

Talvez o fato de eu não ter a genética que gostaria tenha me motivado a fazer muito além do que era realmente necessário para os demais.

E não muito diferente são nossos treinos na academia, afinal quando você vai treinar seu principal objetivo é o de romper fibras musculares, o próprio nome já diz, rompimento!

Rompimento causa dor e somente depois desse rompimento que há um crescimento em sua recomposição celular, o grande fato que quero deixar aqui é que não existe ganho sem dor, não na academia.

Não existe crescimento sem conhecer o que nos impede de dar o próximo passo e se você quer saber como vencer a barreira da GENÉTICA, buscando entender se irá sofrer mais por conta disso ou não, amanhã vou entregar um material especial sobre isso.

Não se trata de sentir dor a mais que os demais, se trata de sentir dor da maneira certa e no momento certo, alcançando assim o seu crescimento completo.

Talvez você tenha escutado falar do FAMOSO PONTO ZERO que eu desenvolvi ao longo dos meus 30 anos.

Não foi a toa como pode perceber que eu criei essa técnica, foi porque eu queria sentir essa dor somente nos momentos certos e ter o maior rendimento possível em pouco tempo, não tendo que aumentar os pesos do meu treino danificando ainda mais meu corpo.

Infelizmente muitas pessoas não entendem que sentir dor é crescimento e que além disso correm o risco de sofrer lesões, muitas vezes essas lesões podem ser sanadas e muitas vezes as pessoas podem nem voltar a treinar.

Isso é muito sério!

Não é sentir dor de se machucar é sentir a dor que eu chamo a DOR DO CRESCIMENTO.

Espero que tenha gostado desse assunto, pois eu espero que não aconteça com você que me acompanha o que está acontecendo com muitas pessoas que querem alcançar grandes resultados em seus treinos e acabam se lesionando.

Em parte grande responsabilidade disso são as informações soltas hoje pela internet sem ser de um especialista no assunto, treinos variados, sem o menor embasamento técnico, com cargas elevadas e que literalmente não irão ajudar ninguém.

Por isso também peço que passe a frente o que você leu hoje e amanhã se prepare para realmente entender o como é possível ter o corpo que desejam independente da sua genética, não se esqueça de comentar e conferir a sua caixa de entradas amanhã com a continuidade deste assunto.

Se gostou do assunto deixe um comentário...

Tem dúvidas de como implementar? Deixe um comentário

Clique aqui para ler a Próxima lição...